sábado, maio 03, 2014

Plantel de heróis e o sonho continua

O Benfica não pode pensar que a final da Taça da Liga contra o Rio Ave vai ser tão fácil como a meia final no Dragão, senão perde a competição. Se o Benfica perder a Taça da Liga tem a terceira pior prestação da sua história na prova. Pelo contrário o FC Porto, com a eliminação nos penalties do passado domingo, conseguiu a sua terceira melhor prestação na prova. Por isso terá que ser com onze, e com alguns titulares a final, dia 7, em Leiria.

Diga-se em abono da verdade que o futebol azul e branco não está à altura do seu departamento jurídico.
Foi com trabalho que o departamento jurídico colocou o FC Porto nas meias finais, vencendo os argumentos leoninos, para os jogadores desperdiçarem a oportunidade de igualar o palmarés de V. Setúbal e SC Braga na prova. Eu por mim não tenho hesitação. Quero muito ganhar ao Rio Ave e vencer a quinta Taça da Liga.

Como adepto não estive à altura da equipa. Nunca pensei possível com aqueles jogadores, reduzidos a dez, vencer no Dragão e por isso aqui me confesso e peço desculpa. Como desabafava um grande amigo portista à saída do estádio no domingo, no último ano deve ter custado aos benfiquistas ver Jesus ajoelhado no Dragão. Mas este ano custou-me muito mais ver o Dragão ajoelhado perante Jesus.
Se o Benfica quer manter o caminho do êxito não pode esperar que o FC Porto não vá melhorar muito, tem que fazer de tudo para se manter com igual qualidade. Não podemos vencer porque os adversários estão fracos, temos que ser competentes.
Só essas vitórias têm real valor.

Estamos na final da Liga Europa porque temos uma equipa de heróis. Em Turim, contra a Juventus, reduzidos a nove, é ainda melhor que no Dragão, contra o FC Porto, reduzidos a dez. Ficámos sem meio campo para a final mas num plantel de heróis só o sonho continua.

Fonte: Sílvio Cervan @ A Bola


Sem comentários: