sábado, maio 17, 2014

A uma vitória de fazer história

O Benfica está a 90 minutos de, com uma vitória, fazer a melhor época dos últimos 50 anos. O objectivo é ganhar a Taça de Portugal, sem Béla Guttmann, mas com o onze titular, com aqueles que a UEFA não deixou jogar, e vencer, em Turim.

Domingo o Benfica tenta no Jamor fazer história, ser a primeira equipa portuguesa a vencer as três principais provas nacionais (campeonato, Taça de Portugal e Taça da Liga), numa mesmo época, ficando para Agosto a possibilidade de vencer a quarta (Supertaça) e assim ganhar tudo.

Ainda sobre Turim, onde mesmo sem quatro titulares fomos melhores que um Sevilha limitado, fica um ensinamento: só com bons jogadores, com os melhores, várias soluções, se pode aspirar a tanto como o Benfica aspira.

O Benfica merecia ter ganho e com o onze titular teria ganho facilmente. O problema não foram os penalties defendidos irregularmente não assinalados pelo alemão que arbitrou. O problema não foi o árbitro alemão se ter esquecido de expulsar o espanhol que placou Sulejmani para defender o espectáculo, o problema foram os expulsos pelo inglês em Turim para ofender o espectáculo há 15 dias.

Curiosamente, a vantagem para domingo é o regresso de um meio-campo novo. Vamos ao Estádio Nacional para bater um recorde nacional. Depois do 33.º campeonato, onde nenhum rival chegou, depois da 5.ª Taça da Liga, onde nenhum conseguiu. O Rio Ave foi a segunda melhor equipa portuguesa esta época, mereceu chegar a Leiria, ao Jamor, e à Supertaça de Agosto. Este Rio Ave tem um valor semelhante ao do Sevilha, e melhor que o Vitória de Guimarães da época passada. Só um Benfica forte fará história, e o resto são histórias..."

Fonte: Sílvio Cervan @A Bola

Sem comentários: