sábado, setembro 24, 2016

Tiro ao boneco é que não

Muito se fala em comunicação como se a comunicação jogasse à bola. Disparates. Esta semana, por exemplo, o melhor comunicador do Benfica terá sido o grego Mitroglou, autor de dois lindos golos no jogo com o Sporting de Braga. Atribuem-se à pobre – e quantas vezes miserável – comunicação culpas no cartório em tempo de derrotas. Esta até é uma grande vantagem para os sectores verdadeiramente proeminentes e responsáveis da indústria do futebol que lá vão fugindo às suas responsabilidades a expensas de outras pequenas exibições nas redes sociais ou em amáveis marisqueiras populares. Esta arte de comunicar, novas tecnologias à parte, não traz nada de substancialmente revolucionário. Mas também a fome encoberta não é novidade no mundo e, ainda assim, continua a ser um problema.

Não fugindo à regra, o Benfica tem um novo director de comunicação desde o princípio da temporada oficial. A sua função – bendita seja – tem sido a de estar calado. Poucos lhe conhecem a cara, muito menos a voz e ainda menos o estilo epistolar. Tem sido um descanso, uma tranquilidade, um consolo – presumo – para grande parte dos benfiquistas nestes tempos marcados pela dramática infantilização dos discursos oficiais e pelo triunfo social da vulgaridade na “net”.

Mas futebol é futebol, felizmente. Por isso mesmo espero que a comunicação do Benfica nunca caia oficialmente na esparrela de trocar as nossas alegrias do mundo real, como as dos dois golos do Mitroglou ao Sporting de Braga, pela volúpia fácil de 5 mil “likes” em 10 minutos ou de 10 mil “likes” em 5 minutos, nos casos de maior sucesso. Haverá, no entanto, quem não pense assim no meu clube e exija e dê respostas contundentes à filosofia adversária num contínuo tiro ao boneco que, a meu ver, desonra bem mais os atiradores do que o boneco propriamente dito, isto para utilizar uma terminologia de feira que não ofenda ninguém

Portanto (e pelas alminhas) que continue o novo director de comunicação do Benfica como se tem vindo a apresentar, calado. Tiro ao boneco é que não.

O Benfica viu-se líder na noite de segunda-feira mas como os seus concorrentes directos jogaram ontem e ganharam se quiser voltar a ser líder o Benfica terá de ganhar hoje em Chaves. Aliás, querendo ser campeão, o Benfica teria de ganhar sempre hoje em Chaves independentemente dos resultados de ontem do Porto e do Sporting. Creio que vai lutar por isso. E que vai ser uma trabalheira."


Fonte: Leonor Pinhão @ record

Sem comentários: