sábado, janeiro 04, 2014

J. R. R. Tolkien

Hoje, 3 de janeiro, nascia o Pai da Terra Média.
Sir John Ronald Reuel Tolkien mais conhecido internacionalmente por J. R. R. Tolkien nasceu em Bloemfontein, a 3 de janeiro de 1892, na República do Estado Livre de Orange, na atual África do Sul, e aos três anos de idade, com a sua mãe e irmão, passou a viver em Inglaterra, terra natal de seus pais, tendo se naturalizado britânico. Desde pequeno fascinado pela linguística, fez a licenciatura na faculdade de Letras em Exeter. Foi escritor, professor universitário e filólogo britânico, que recebeu o título de doutor em Letras e Filologia pela Universidade de Liège e Dublin, em 1954.
Participou na Primeira Guerra Mundial, onde começou a escrever os primeiros rascunhos do que se tornaria o seu “mundo secundário”, complexo e cheio de vida, denominado Arda, palco das suas mundialmente famosas obras como “O Hobbit”, “O Senhor dos Anéis” e “O Silmarillion”, esta última, sua maior paixão, postumamente publicada, que é considerada a sua principal obra, embora não a mais famosa.
Em 28 de março de 1972 Tolkien foi nomeado Comandante da Ordem do Império Britânico pela Rainha Elizabeth II e faleceu em Bournemouth, Inglaterra a 2 de setembro de 1973.
Sir John Ronald Reuel Tolkien

O realizador neozelandês Peter Jackson, levou aos cinemas a primeira adaptação mais fiel à sua obra com a trilogia cinematográfica de “O Senhor dos Anéis”, baseada nos seus três livros sobre a Guerra do Anel. Mais recentemente Peter Jackson voltou a levar a Terra Média ao Cinema, adaptando o primeiro livro de Tolkien, “O Hobbit”, numa nova trilogia cinematográfica.
Foi anunciado também que um biopic cinematográfico do escritor está a ser produzido, baseando se no livro Mirkwood: A Novel About JRR Tolkien, que narra de forma fictícia a vida do escritor.
“Criei um Mundo Secundário no qual sua mente pode entrar. Dentro dele, tudo o que ele relatar é “verdade” e está de acordo com as leis daquele mundo. Portanto, acreditamos enquanto estamos, por assim dizer, do lado de dentro.” De JRR Tolkien.

Sem comentários: