sexta-feira, dezembro 14, 2012

Xutos e Pontapés - Circo De Feras


A vida vai torta
Jamais se endireita
O azar persegue
Esconde-se à espreita

Nunca dei um passo
Que fosse o correcto
Eu nunca fiz nada
Que batesse certo


Enquanto esperavas no fundo da rua
Pensava em ti e em que sorte era a tua
Quero-te tanto...(quero-te tanto)
Quero-te tanto...(quero-te tanto)

De modo que a vida
É um circo de feras
E uns entre tantos
São as minhas feras

Nunca dei um passo
Que fosse o correcto
Eu nunca fiz nada
Que batesse certo


Enquanto esperavas no fundo da rua
Pensava em ti e em que sorte era a tua
Quero-te tanto...(quero-te tanto)
Quero-te tanto...(quero-te tanto)

Xutos & Pontapés - Circo De Feras

Sem comentários: