domingo, novembro 29, 2009

Um empate com sabor amargo

Existem empates que não se ganha um ponto, mas antes pelo contrario perde-se 2 pontos. Este foi um deles, frente ao Sporting o Benfica acaba por sair de Alvalade, com o sentimento de que não foi feito tudo o que devia ter sido feito pelos jogadores. Um empate que premeia o novo autocarro do Carvalhal e penalize o ataque do Jesus.
O Benfica preocupou-se demasiado com o posicionamento defensivo e deixou na frente um Cardozo sozinho a lutar contra 3 centrais, obrigando ao Aimar e a Saviola a terem de levar a bola da defesa ao ataque.
Faltou neste jogo, concentração e espontaneidade. Falhou-se demasiados passes, não se pensou o jogo, nem se fez jogo de equipa.

Um jogo onde o Benfica teve mais tempo a bola, construiu mais ataques e fez mais remates, mas sem que isso se reflecte-se no resultado.

Surgem os alertas sobre a quebra do ritmo do Aimar e do Saviola, esta por isso na altura de se mexer no banco e na equipa e colocar em campo outras peças de forma a poupar os jogadores mais talentosos e fulcrais para a equipa.

4 comentários:

André disse...

Autocarro? Muito cegos...

"Foram 45 minutos de futebol interessante e de jogo franco de parte a parte, mas quase sempre sob o signo do leão."

"O seu futebol perdeu em fluidez e intensidade e não demorou muito até que David Luiz arrancasse um remate de meia distância que saiu perto. Mas a equipa leonina voltou a reencontrar-se e foi a vez de Quim ser obrigado a uma espectacular defesa que anulou o remate de longe de Miguel Veloso, num dos poucos lances em que este ganhou relevância na nova posição.

O Sporting carregava (...)"

Rui Miguel Soares disse...

e?

além do pontapé do meio da rua do Miguel Veloso (jogada indevidual), que mais aconteceu ?

Factos ? Mais posse de bola, mais ataques, mais remates.

Faltou sorte, que poderia ter virado o jogo para qualquer um dos lados.

Mas da porta 10A ao relvado levaram o autocarro.

André disse...

Mais remates?

Benfica
10 remates, quatro dos quais ao guarda-redes, cinco para fora e um interceptado

Sporting
11 remates, três vezes ao guarda-redes, seis para fora e com duas intercepções

Este blog é lixo. Nem sei como vim cá parar, sei que foi a última vez.

Rui Miguel Soares disse...

Além dos 20 minutos iniciais da 2ª parte, em que o sporting foi superior, o jogo teve mais 70 minutos.