sábado, agosto 29, 2015

Apenas uma questão de fé

O italiano Pierluigi Collina, considerado o ex-melhor árbitro do Mundo, afastou do Comité de Arbitragem da UEFA, a que preside, o português Pedro Proença considerado o ex-melhor árbitro do Mundo e arredores. Por causa dos "arredores", Collina entende que são incompatíveis os postos de presidente da Liga de Clubes dos portugueses e de membro de um corpo internacional de dirigentes da arbitragem. 

É um bom princípio. Ou se é dirigente de uma organização de clubes ou se é dirigente de uma organização de árbitros. As duas coisas ao mesmo tempo, não. E Collina nem sonha com os pressupostos que estiveram na origem da campanha que conduziu Pedro Proença à liderança da Liga de Clubes dos arredores. 

A verdade é que não era de um bom presidente da Liga que Porto e Sporting, os mentores da eleição de Proença, precisavam com urgência. Fosse esse o objetivo e Luís Duque teria sido reeleito sem barulho tendo em conta o eficiente trabalho que, como todos lhe reconhecem, realizou numa curtíssima gestão. O pecado apontado a Duque foi tão- -só o de ser o presidente da Liga no momento em que o Benfica conquistou o seu 35º título. E isso não se admite. 

Porto e Sporting elegeram Pedro Proença na base da fé. E agora apostam tudo na tutela por contágio dos velhos créditos do antigo árbitro sobre a arbitragem no ativo e anseiam pelo regresso das alegrias que lhes foram concedidas noutros tempos e noutras funções pelo novo presidente da Liga. Posto isto, com o exemplo de Proença a iluminá-los desde o alto, os nossos árbitros andam baralhados e há já a registar uma sucessão de más decisões, sem olhar a quem, neste arranque espampanantemente controverso, à imagem de sempre do atual presidente da Liga. 

Está até o caos instalado no setor das competências morais. Veja-se só como o Sporting insiste em proclamar o apedrejamento do carro do último árbitro que passou por Alvalade, enquanto o árbitro em causa garante que tal nunca existiu. A verdade é que com Proença na Liga o Sporting já perdeu 2 pontos em Alvalade e sem Proença na UEFA o Sporting já perdeu 14 milhões de euros. Digam lá se o Collina não tem razão… 


Fonte: Leonor Pinhão @ Correio da Manha

Sem comentários: