domingo, abril 27, 2014

Taça da Liga 2013/2014 - Meias-Finais

Resultados anteriores
As equipas participantes na meia final da Taça da Liga são resultantes pelos vencedores de cada grupo da 2ª fase de grupos da prova


Meias-Finais - Calendário e Odds
2014-02-13
 - 19:45 - Rio Ave -v- SC Braga - (2-v-1) - Já realizado

Domingo, 2014/04/27
 - 18:15 - FC Porto (1.95) -v- Benfica (3.7) - Taça da Liga - Portugal


Comentário da jornada
Benfica
Ao contrário do que muitos amigos Benfiquistas desejam - que se poupe a pensar na Juventus - eu acho que devemos entrar na máxima força contra os corruptos tugas. Não podemos ser Benfica sem sermos Benfica. Este Domingo no Dragão o Benfica não só lutará pela final em Leiria como também irá começar a preparar a luta em Turim por Turim.

Com o campeonato ganho as atenções agora estão viradas para a Liga Europa. Isto sem menosprezar a final do Jamor, o erguer da Taça de Portugal e a saudosa dobradinha. 

Exige-se a equipa tecnica e jogadores, que lutem em todas as competições e que vençam as meias-finais, vamos por isso, lutar por um lugar em mais uma final.
Exige-se que honrem o manto sagrado, seja em que competição for. O manto sagrado é o peso da responsabilidade que os jogadores se orgulham de carregar quando vestem as camisolas com o símbolo do nosso clube. Em jogo não está a importância da competição mas a responsabilidade do nosso clube.

Numa época de grande qualidade como a que estamos a viver, sobretudo consequência de um extraordinário trabalho de Jorge Jesus e dos jogadores e a ligação crucial que os adeptos presentes ao vivo e a cores durante o ano todo (não só em Abril ou Maio) têm com a equipa, há que pensar em fazer regressar o Benfica e não ficar preso a um título que já foi ganho. Ou seja: Campeonato no bolso, avancemos para o que falta. E o que falta não é só o Jamor e a Liga Europa; falta a Taça da Liga, competição que aqui sempre defendi, independentemente de quem a ganhasse, porque acho uma prova que faz sentido no calendário do futebol português. 

A equipa que entrar tem de estar montada para lutar pela vitória. Os jogadores que jogarem têm de honrar a camisola que têm vestida.


Pelos visto muitos adeptos benfiquistas da Gloriosasfera estão a desprezar a Taça da Liga, o que no meu ponto de vista não faz qualquer sentido, nem este ano, nem nunca. Por várias razões:- Um troféu é sempre um troféu. Entra no palmarés do clube e isso nunca pode ser desvalorizado.
- Em 6 anos de Taça da Liga, o Benfica tem 4 canecos. Continuar a ser, como nos títulos de Campeão Nacional e na Taça de Portugal, o líder distanciado é sempre um objectivo que honra a nossa História.
- Se excluirmos os dois jogos para o Campeonato (que já nada resolvem), ao Benfica faltarão, no máximo, 5 jogos (2 para a Liga Europa, 2 para a Taça da Liga e 1 para a Taça de Portugal). Com os níveis de motivação que estes jogadores têm para o que resta da época, não me parece que a perspectiva de fazer 5 jogos ao mais alto nível seja assustadora ao nível físico. 
- Roldana de vitória - mais do que os índices físicos, nesta fase o que faz mover ou parar o ritmo competitivo passa pelo lado mental. Ir a Turim após uma vitória no Dragão e consequente passagem a mais uma final será sempre muito mais motivante do que partir para Itália com uma derrota contra o principal rival.
- Teremos 4 dias entre o jogo de amanhã e o de Turim. Mais do que suficiente para recuperar os jogadores. Além disso, a Juventus só jogará na Segunda e lutando pelo Campeonato, ficando com menos um dia de recuperação do que o Benfica.

Obviamente que esta Taça é para ganhar, é uma competição oficial e merece todo o respeito, principalmente por parte dos benfiquistas, pois foi uma competição que já salvou várias épocas menos conseguidas, já para não falar que o Benfica é o clube que conta com mais Taças da Liga no seu palmarés, esta é uma competição oficial e não deve ser desprezada... hoje é para vencer contra um grande rival, como não poderia deixar de ser, desprezar uma competição oficial não faz parte do ADN do SL Benfica!

O lema do Benfica tem sido um jogo de cada vez e muitos dos adeptos já só pensam na Juventus, que ainda não se conseguiu sagrar campeã de Itália e ainda não será neste fim-de-semana que o conseguirá, pois a Roma venceu o Milan, já para não falar que a Juventus só joga fora de casa na segunda-feira para o campeonato e certamente António Conte não poderá fazer grande gestão do plantel pois o Scudetto ainda está em jogo.


Considero os seguintes pontos essenciais na abordagem ao jogo:• A distância entre os dois jogos. Quatro dias parece-me ser uma margem interessante para a gestão física dos jogadores.
  • Não se constroem nem alimentam mentalidades vencedoras com derrotas. Uma derrota no Dragão nunca poderá ser algo positivo para o jogo com a Juventus.
  • A preparação táctica. No Dragão o J.Jesus poderá preparar uma alternativa táctica que considere mais adequada para o jogo de Turim. 
  • O ritmo competitivo de jogadores vindos de lesão. Tanto o Amorim como o Fejsa têm oportunidade de neste jogo recuperarem os melhores níveis competitivos e de confiança de modo a se apresentarem em melhores condições para o jogo com a Juve.
  • O descanso. Há jogadores no plantel que nesta altura da época podem estar a precisar de mais tempo de recuperação.

Se tudo correr bem, o Benfica só terá mais cinco jogos de alto nível até ao final da época...
  • Meia final da Taça da Liga com o FC Porto e suposta final contra o Rio-Ave.
  • Meia final da Liga Europa e suposta final em Turim.
  • Final da Taça de Portugal contra o Rio-Ave.
  • Os 2 jogos para o campeonato contra o V. Setúbal e FC Porto já não contam para nada.


O plantel do Benfica poderá descansar nos fins-de-semana do campeonato nacional, onde Jorge Jesus poderá até colocar a jogar jovens da equipa B, para estes se sagrarem campeões nacionais aos 19/20 anos, mas hoje é para vencer, doa o que doer... não se esqueçam do lema do Benfica, um jogo de cada vez, a Juventus fica para depois do FC Porto.


Por isso do nosso treinador não espero uma escolha de competições mas sim uma estratégia que nos permita lutar por Leiria enquanto nos fortalecemos para a luta em Turim.
Com 24/26 jogadores por onde escolher penso que temos um lote de jogadores que nos permite organizar de forma a lutar por mais uma final nacional sem sacrificar a desejada final de Turim, muito pelo contrário.
Dos jogadores habituais os mais necessitados de descanso são o Luisão, Siqueira, Enzo, Nico, Markovic e Rodrigo. Tal não significa que os 6 devam ficar afastados do jogo, até porque também as substituições servem como mecanismo de gestão.
Havia a possibilidade de integração de vários jogadores da equipa B mas após o jogo de hoje frente ao Farense tal possibilidade parece estar restrita ao Cancelo e ao Carlos Martins.

Na baliza em termos de gestão a escolha é indiferente. A dúvida estará entre o Oblak e o Artur com o Paulo Lopes a ter a sua oportunidade com o Setúbal.
Nas laterais apostaria no André Almeida (embora o Maxi dê mais confiança guardaria-o para Turin) e em Siqueira, com o Cancelo à espreita. 
Como dupla de centrais a melhor opção será Jardel-Garay. O Stevan Vitória é opção mas pouco viável.
Assim no meio campo apostaria no Rubén Amorim e no André Gomes.
Com a lesão do Salvio e a dúvida sobre o Nico, considero pouco aconselhável abdicar do Markovic. O Ivan e o Sulejmani são as outras duas opções para as alas.
No ataque aposto no Cardozo acompanhado por Djuricic.


Rumo a mais uma final!

CARREGA BENFICA!!!!

NÃO TENHO QUALQUER DÚVIDA QUE HAVERÁ TENTATIVAS DE LESIONAR JOGADORES DO BENFICA DE FORMA A ENFRAQUECER O NOSSO CLUBE PARA O JOGO COM A JUVENTUS...


Lista de convocados
Guarda-redes
 – Jan Oblak e Paulo Lopes;

Defesas
 – Siqueira, Garay, Maxi Pereira, Jardel, André Almeida e Steven Vitória;

Médios
 – Ivan Cavaleiro, Enzo Perez, Djuricic, André Gomes, Sulejmani e Ruben Amorim;

Avançados
 – Markovic, Rodrigo, Cardozo, Funes Mori e Lima.


Possível Onze 
GR - Jan Oblak;
D - André Almeida, Jardel, Garay e Siqueira;
M - Ivan Cavaleiro, Rúben Amorim, André Gomes e Sulejmani;
A - Djuricic e Cardozo.






Adversário
Vamos jogar em casa do nosso maior rival, contra o qual ambicionamos recuperar o domínio desportivo do Futebol nacional.

Há fantasmas que têm de ser superados, fantasmas que mesmo nesta época de sucesso já nos assombraram em jogo da Taça de Portugal.
Não competimos sozinhos e como tal com o nosso sucesso estará sempre o insucesso dos nossos rivais. Já batemos o Porto no campeonato e na Taça de Portugal. Resta agora fazê-lo na Taça da Liga.

É impossível abordar o Porto ignorando a Juventus. Por isso considero que vamos ao Dragão com dois objectivos: Vencer e preparar o jogo da Liga Europa.

O jogo não é contra uma equipa qualquer; o jogo é contra a equipa que tem dominado o futebol português nos últimos 30 anos, contra a equipa principal responsável (além da incompetência própria de dirigentes que andam há décadas a fazer mal ao Benfica) pela fase mais negra da História do clube. 

Ora, numa época em que ganhámos Campeonato e os afastámos da Taça de Portugal, há que ter dentro do clube gente que perceba a importância deste terceiro golpe fatal. Após estes dois primeiros ataques de qualidade à muralha portista, só falta mesmo entrar-lhes no castelo e roubar-lhes a coroa. 

Um Porto que levasse 3 socos destes numa época teria sempre muita dificuldade em aparecer revigorado daqui a 3 meses para o novo ano competitivo. Muito diferente será se conseguirem vingar os dois primeiros golpes com um que nos faça cair a nós. Entender isto é perceber o que o futuro pode ou não dar. Resta saber se quem está no Benfica compreende a importância do jogo de amanhã.

Ganhar ao Porto este Domingo será fantástico. Perder será doloroso pela derrota mas insignificante no contexto geral da época.
O que não pode haver é desistência antes ou durante o jogo. O que não pode haver é falta de atitude no banco e no relvado. Inaceitável é haver falta de vontade, de garra e de ambição.

Para quem esqueceu estes momentos, enebriado pela conquista do título desta temporada, lembre-se de que frente a estes senhores perder nem para o Troféu das Caricas da Sagres.

Não só por isto mas pelos últimos 30 anos. O jogo é para vencer. Seja quem for que entre em campo. 


Últimos confrontos
 - FC Porto 1-0  Benfica - Taça Portugal 13/14
 - FC Porto 2-1  Benfica - Liga ZON Sagres 12/13
 - FC Porto 2-2  Benfica - Liga ZON Sagres 11/12
 - FC Porto 0-2  Benfica - Taça Portugal 10/11
 - FC Porto 5-0  Benfica - Liga ZON Sagres 10/11
 - FC Porto 3-1  Benfica - Liga Sagres 09/10
 - FC Porto 1-1  Benfica - Liga Sagres 08/09
 - FC Porto 2-0  Benfica - bwin LIGA 07/08
 - FC Porto 3-2  Benfica - bwin LIGA 06/07
 - FC Porto 0-2  Benfica - Liga betandwin.com 05/06


Analise Estatística
 - FC Porto - 50J 29V 10E 11D - 91GM 46GS
 - SL Benfica - 50J 40V 6E 4D - 96GM 32GS


Odds para o jogo
 - 1 -v- 0 - 6.25€
 - 1 -v- 1 - 6.5€
 - 2 -v- 0 - 8.25€
 - 0 -v- 0 - 8.75€
 - 2 -v- 1 - 8.75€
 - 0 -v- 1 - 9€
 - 1 -v- 2 - 12.5€
 - 3 -v- 0 - 15€
 - 3 -v- 1 - 16€
 - 2 -v- 2 - 16.5€
 - 0 -v- 2 - 17€
 - 1 -v- 3 - 29€
 - 3 -v- 2 - 29€


A minha aposta :
 - FC Porto (1.95) -v- Benfica (3.7) - (1-v-2)


Vamos jogar no totobola
 - FC Porto (1.95) -v- Benfica (3.7) - 2


Próxima Jornada
Final
A equipa vencedora irá disputar a final da taça da Liga frente ao já apurado Rio Ave.

Sem comentários: