segunda-feira, março 03, 2014

Ecletismo e Verdade

A revista da FIFA The Weekly que coloca o Benfica como o clube com mais sócios pagantes em todo o mundo - à frente de Bayern Munique, Barcelona, Man. United, Arsenal, etc. - não deixa também de enaltecer o Clube pela postura ecléctica que mantém, com grandes resultados obtidos em competição em outras modalidades para além do Futebol. É justíssimo que o faça: como aqui repetimos vezes sem conta, o Benfica é mais que um Clube, é muito mais que um Clube de futebol. O Benfica é uma cultura desportiva que é ecléctica por definição e prática.

Quando o actual Presidente começou a desempenhar funções directivas no Benfica, as modalidades para além do futebol tinham sido positivamente dizimadas. Sabe-se como é difícil recomeçar mas o Benfica recomeçou. E com o maior sucesso. É visitar o Museu Cosme Damião e, logo à entrada, apreciar a galeria dos troféus conquistados na última década.

No passado fim-de-semana - quando escrevo esta crónica -, o Benfica entrou em competição em diversas modalidades com as equipas principais do sector de seniores que ganharam em toda a linha. E assim, no atletismo o Benfica conquistou o Tricampeonato Nacional de Clubes em Pista Coberta; também assumiu a liderança do Campeonato Nacional de Clubes de Dualto; no andebol, basquetebol, futsal, hóquei em patins e voleibol venceu os adversários nas competições em que está envolvido.

O Benfica ganhar os seus títulos competindo lealmente. E seria uma vergonha para o País que um campeão europeu e mundial de clubes abandonasse a prática de uma modalidade por falta de condições de verdade desportiva. Haja quem assuma responsabilidades e garanta o primado da verdade desportiva sobre a mixórdia da compra de títulos de conveniência."

Fonte: João Paulo Guerra@O Benfica

Sem comentários: